INFORMAÇÕES IMPORTANTES


Adote um Amigo!
Aqui você encontrará cachorros e gatos que estão para adoção. Também divulgamos animais achados e perdidos e eventos relacionados à Proteção Animal.
Se interessou por um novo amigo?
Cada animal tem um protetor responsável. Você deve entrar em contato através dos e-mails e telefones que estão no anúncio do animal.

Encontrou um animal na rua?
O futuro dele pode depender de você.
Clique e saiba o que fazer quando encontrar um bichinho em perigo.

O Cãopanheiro Curitiba apenas divulga voluntariamente os anúncios e não se responsabiliza pelas informações prestadas.

Temos mais bichinhos te esperando nas próximas páginas

Visitem as outras páginas e dêem oportunidade para que cães e gatos encontrem um lar ou retornem para suas casas!

Placa de Identificação! Não fique sem ela!!!






NUNCA DEIXE SEU CÃO SEM PLAQUETA COM FONE DA FAMÍLIA! Principalmente cães que moram em casa térrea, no quintal ou na garagem, devem usar coleira com plaqueta, porque numa eventual fuga terão a chance de reencontrar a família! E ao sair com seu anjo, mesmo de carro, use coleira, guia e plaqueta! Também não se esqueça que estamos num ano de Copa do Mundo, e haverá dias com muitos fogos, inclusive fora dos horários de jogos. (www.facebook.com/abrigo.piccolina)

Fogos de Artifício!!! ATENÇÃO!! JOGOS!!


Diga NÃO aos fogos de artifícios!!



Olhando as paginas das redes sociais me deparo com um número grande e triste de animais que morreram ou desapareceram durante a queima de fogos.
Até um caso de uma cachorra em trabalho de parto,em os filhotes nasceram mortos,muito triste.
outro fato é que o Brasil não é um caso isolado,em vários paises também as noptícias não são nada boas.
Creio que devemos unir todas as fotos dos animais vítimas dos fogos,formar grupos populares e ir cobrar dos parlamentares,uma lei que proiba ede alguma forma a queima de fogos ou rojões.
Que seja substituidos por Show de Luzes,sei lá,alguma outra forma que não assassine nossos animais.
Junte amigos(as) no seu bairro,cidade,municipio,etc...
E vamos compartilhar essa idéia ao máximo,em todos os locais de mídia.
Isso aqui não é um projeto,idéias são bem vindas para melhor resolver o caso que é de extrema urgência.

Lola - Doação


Lola tem 6 kilos, 1 ano de idade, nova, doce, alegre, aceita bem outros cães.
Só será doada pra dentro de casa, de preferência com quintalzinho, passeios diários. Ela é ativa pela idade.
Nada de corrente ou canil. Pra ser amada pro resto da vida. Foi abandonada pelo seu adotante quase um ano depois, na rua, com a plaquinha e meus fones, carteira de vacinação e tudo mais.
Apenas será doada para Curitiba.

fabi@caopanheirocuritiba.com.br

Proteja seu cão do estresse dos fogos do final de ano


iG Paulista - 17/12/2014 - 08h17 | 
Raquel Valli | raquel.valli@rac.com.br
A jornalista Julia Teixeira, tutora da yorkshire Lara (foto abaixo), de 6 anos, já se preveniu e identificou o animal
Foto: Arquivo da família
A tutora Julia Teixeira, da yorkshire Lara, de 6 anos, já se preveniu e identificou o animal
Com o final de ano, a quantidade de fogos de artifício aumenta e, com ela, o pânico para cães sensíveis ao ruído. “Alguns ficam apenas trêmulos e procuram esconder-se. Outros ficam extremamente desesperados, latindo e andando sem parar, tentam passar por janelas e portas de vidro e acabam se ferindo. Em casos extremos e, principalmente, os cães portadores de doenças pré-existentes podem ter convulsões e fadiga cardiorrespiratória, colocando em risco a vida do animal”, explica a médica intensivista e odontologista-veterinária Gislaine Nonino Rosa, da clínica NovaVet.

A médica-veterinária Gislaine Nonino Rosa, da Nova Vet E o que fazer nessas horas em que os bichos se apavoram? “O tutor deve, em primeiro lugar, manter-se calmo, e assim procurar transferir tranquilidade e segurança para o pet. Acolhê-lo no colo, caso ele aceite, ou fechá-lo em um local onde o som esteja o mais abafado possível e não haja objetos ou móveis que possam causar acidentes”, orienta Gislaine (foto ao lado).

De mesma opinião é o
médico-veterinário Luiz Carlos Nunes Arruda Júnior, da Vet em Casa, que sugere ainda que os animais sempre estejam identificados, porque assim, em caso de fuga, poderão ser encontrados. “Pode ser até um esparadrapo”, brinca, “mas o importante é que tenha o nome do animal e um telefone”.

A protetora Isabella Bittencourt, daONG Focinho Abandonado, também sugere a identificação. "Podemos dizer que no final do ano, na época das festas, os pedidos de ajuda para encontrar focinhos aumentam cerca de 20%. Por isso é muito importante o pet estar identificado”.

A tutora Julia Teixeira, da yorkshire Lara (foto abaixo), de 6 anos, já se preveniu.
 
Lara
"A Lara passou a usar placa de identificação faz dois meses. Antes eu achava que por morar em apartamento não corria o risco de ela fugir, mas depois que soube de histórias de cães que escapam da coleira durante o passeio, fiquei bem preocupada. Comprei uma placa e uma coleira para colocá-la e agora não tiro para nada. Sempre quando vai tomar banho vai com placa e volta de placa. Gravei o nome dela e meu celular, para caso alguém a encontre possa chamá-la pelo nome e me ligar dizendo que a encontrou". 
Outra dica, dada pela 
médica-veterinária Andressa Felisbino, da rede de farmácias de manipulaçãoDrogaVet é acomodar o pet em uma caixa de transporte, e, “para que o animal fique mais confortável com a situação é aconselhável que ela já tenha sido usada pelo bichinho, que assim a reconhecerá o local como um ambiente familiar e seguro”. Essa técnica é indicada, sobretudo, para pets que costumam fazer escalada para esconder-se, subindo em móveis e até pelas paredes para tentar fugir.

O que não fazer

“Os tutores não devem nunca elevar o tom de voz com o cão e/ou mostrar descontrole. O cão não deve ser amarrado em hipótese alguma e também não deve receber nenhuma medicação sem orientação profissional. Não deve ser deixado em casa sozinho em dias de comemorações com fogos e rojões. E, sempre que possível, essas ocasiões devem ser planejadas", ensina Gislaine.

Correntes nunca, reforça a médica-veterinária Andressa Felisbino, da rede de farmácias de manipulação DrogaVet. “Nos episódios mais sérios, alguns podem, inclusive, entrar em convulsão ou se enforcar na própria coleira, quando não conseguem rompê-la para tentar fugir do barulho”.

Isso porque “os cães escutam ruídos até quatro vezes mais distantes do que os humanos. A audição deles é muito aguçada e os barulhos intensos costumam causar um grande sofrimento, o que pode acarretar em estresse", explica Alessandra. 

fogos de artifício O médico-veterinário Arruda Júnior já chegou a atender um cãozinho que ficou com a pata dianteira presa em uma lança ao tentar pular da grade devido a rojões. “Ficou pendurado pelo pulso e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, que cerrou (a haste)”. A lança foi removida em cirurgia e pet voltou a andar depois de dois meses. “Teve muita sorte porque a lança poderia ter enroscado na barriga ou no pescoço”.

Já um pastor-alemão, também atendido por Arruda, estourou uma porta de vidro, em Sumaré. “Por isso, eu sou contra. Fogos deveriam ser proibidos. Esse é o tipo de coisa que não tem mais graça”, diz. “Dá perfeitamente para fazer uma festa sem esse tipo de perigo. Isso sem falar nas pessoas que são mutiladas”.

Em relação aos sedativos, Arruda também é desfavorável. “Só com muita ressalva, mas o melhor é não usar”. O veterinário, cita, por exemplo, as contraindicações em caso de pets cardíacos, nos que têm sensibilidade a esse tipo de medicamento, e, ainda, em relação à superdosagem. “O medo dos cachorros é tão grande que eles não conseguem dormir. Ficam tontos e lutando contra a sedação. E, em uma dessas, podem sofrer acidentes, como cair em uma piscina, por exemplo”.

A pitbull Kira, que levou um tiro na cabeça A pit bull Kira, de 14 anos, já levou um tiro na cabeça (foto) ao defender e salvar a família do tutor Johnny Inselsperger, de uma tentativa de roubo em Barão Geraldo. O animal, entretanto, tem pavor de fogos, e a família não viaja no Ano-Novo só para não deixá-la sozinha.

Inselsperger já tentou dar-lhe calmantes, mas isso “estragou a festa. Passei o Révellion abraçado com ela, chorando. Ela ficou lesada, babando, desnorteada”, relembra. Hoje, ele a coloca dentro de casa, no quarto, “e se ela quiser ficar embaixo da cama, fica embaixo da cama”.

No jogo entre Brasil e Chile, na Copa de 2010, Kira entrou em desespero. Sozinha, tentou arrombar a porta. Saltou cerca de dois metros de altura, e na aterrissagem, rompeu o ligamento de uma das patas traseiras. Além de todos os custos financeiros, “pior ainda foi o transtorno”, conta Inselsperger.

Uma alternativa aos alopáticos indicada pela médica-veterinária Andressa, da DrogaVet, é o uso de florais, que quando receitados por um veterinário podem ajudam a acalmar o animal. 

Filhotes - Doação



Foram deixados aqui na rua de casa esses filhotes que estão recolhidos provisoriamente aqui em casa, necessito de pessoas que queiram adotar ou algum lar provisório! São bem mansinhos e estão só esperando seu carinho!

Marcio Augusto Cavallari
(41)8426-8922

Nina - Doação



nina, porte pequeno, 2 anos, castrada, esta pra adoção para casa muito segura, para pessoas que tenham muita paciencia e disposição, é muito carinhosa e brincalhona, mas precisa ficar dentro de casa. 

tatiana 99619525, tcr_tatirbr@hotmail.com

Raposinha - Doação



Olá! Eu sou a Raposinha. Tenho aproximadamente 2 anos. Sou uma guerreira, pois escapei da morte. Estou muito linda e sou uma cadela espetacular, muito especial e de personalidade. Se vc quiser uma grande companheira, eu sou essa!!! Sou de médio/ grande porte. Peso 16 kg, sou muito esbelta. Castrada. Amiga. Carinhosa e companheira.

(041) 35553823 / (41) 91284616

Filhotes - Doação



Doa - se cachorrinhos fêmeas e machinhos, são pequenininhos ainda e acredito que iram ficar de porte pequeno para médio, pois as mães deles não são grandes. Tem alguns que são inteiro pretinho, outros pretinho com machinhas brancas e outros pretinho com manchinhas marrom. São todos muito fofos.

São duas ninhadas de cachorrinhos que estão em uma obra em São José dos Pinhais - região metropolitana de Curitiba, eles não podem ficar lá junto com peão de obra e maquinas.

Jessyca Bortolotti
41 - 9834764

Noah - Doação




Eu achei um gatinho na rua fazem 2-3 semanas. Seu nome e Noah, e macho, e tem como 12 semanas. Ele esta vermifugado mais não castrado!

Meu Nome: Joana Roscheck
Telefone: 41 9221 1996

Cindy - Doação



Nome: Cindy
Sexo: Fêmea
Porte: Pequeno
Idade: 2 anos
Castrada: Sim
Muito dócil e companheira, adora crianças, muito brincalhona, gosta de correr, jogar bola.
Tem que ser filha única pois é ciumenta.
Será doada somente para local seguro, sem acesso a rua.

Contato:
Caroline
Tel 41- 9719-62-79
E-mail: ka.andy@hotmail.com

Peppa - Doação



Peppa, adulta, porte pqno/médio, doce, carinhosa, meiga, aceita outros cães.
Castrada.
Só será doada para lar seguro, com amor, boa ração....
Nada de corrente ou canil.
Apenas Curitiba

Inajá 9161-0680

Olivia - Doação



Essa linda garota tem em torno de 2 anos, porte médio (parece grande na foto), doce, carinhosa, mas caçadora. Não pode conviver com outros animais que não sejam cães. rsrs
Sofreu muito o abandono, passou fome, e mesmo assim cuidou dos seus bbs até desmamar.
castrada
Só será doada para casa segura, sem corrente ou canil.
Para ser amada a vida toda.

Davi
davixavier_84@hotmail.com
9698-7841




Milka - Doação



Esta linda menininha tem 3 meses, deverá ser porte médio como a mãe.
Brincalhona, arteira como todo filhote. Inteligente como só os vira latas sabem ser.
Só será doada para companhia, lar seguro, abrigo do tempo, espaço.. Nada de corrente ou canil. Muito menos acesso á rua sozinho.

Castração obrigatoria aos 5 meses.

Davi
davixavier_84@hotmail.com
9698-7841

Bob - Doação



Bob é um lindo cão de 10 meses, porte pqno/médio, baixinho, atarracadinho, lindo.
Gosta de correr e brincar e onde mora vive numa corrente horrível.
Precisa de casa, espaço, quintal, carinho, amor.
Adote com Responsabilidade.

Inajá 9161-0680

Filhotes - Doação



A caramelo é menina e o branco é menino. Ele é tipo um beagle e ela tipo dasch (comprida e baixinha). Tem um macho preto com marron lindo, mas estou sem foto. A mãe deles é mestiça dasch, o pai desconhecido. não deverão passar de 10k quando adultos (não tem como garantir).
Estão com 3 meses, precisarão das 3 doses de vacina, depois uma anualmente, castração obrigatória aos 5 meses.
Nada de corrente ou canil, apenas cão pra companhia. alguém que tenha paciência pra ensinar, são bbs.

Inajá 9161-0680 (mensagem ou ligação)



Pitico - Doação



Esse Pitico é a coisa mais linda de se ver. Muito pequenino, baixinho, perniha curta, espoleta, maluquinho, faceiro.
Ama brincar e beijar.
tem 2 meses e não conhecemos seus pais mas aparenta ser porte pequeno. Deverá ter uns 10k quando adulto, no máximo (não garantido). Será baixinho e comprido.
Adotante deverá fazer as 3 doses de vacinas mensais, castrar aos 3 meses. Só será doado para companhia, nada de corrente ou canil.
Um amigo Pra vida toda!!!
Será doado apenas pra Curitiba

Inajá (mensagem ou ligação)
9161-0680

Filhotes - Doação



5 machos,1 fêmea.

recém desmamados,foram abandonados num terreno .
aparentam porte pequeno médio.
com castração agendada.


contato: elisangela 9156-6465.

Nina - Doação




NINA, fêmea de 1 ano e meio
porte médio, é do tamanho de um basset
castrada e desverminada
extremamente brincalhona e dócil

Contatos:  CLAIR - 3342-0625  /  CAROLINE - 9955-8284  /  carolinegrams@hotmail.com

Gigi - Doação



GIGI, fêmea de 1 ano 
porte pequeno
castrada e desverminada
extremamente brincalhona e dócil

Contatos:  CLAIR - 3342-0625  /  CAROLINE - 9955-8284  /  carolinegrams@hotmail.com

Filhotes - Doação



Minha vizinha tem 5 filhotes para adoção. São muitos. Ela não consegue cuidar de todos.
sexo: 3 fêmeas, 2 machos
Porte: médio
Idade 60 dias

Podem falar com marcos no e-mail marcosrs1982@gmail.com ou com a Dona Dita ou Cida, donas dos cães no fone 41-33364665. Endereço fica próximo à Universidade Tuiuti Barigui.

Spock - Doação



Câo SPOCK para adoção

8 meses, porte peq/médio (11 kg), castrado e vacinado
Mora em apto, faz necessidades no jornal, acostumado com crianças

Carol 9933.0009

Filhotes - Doação



Acolhi em minha residencia uma cachorrinha prenha, que no dia 09/11 pariu 6 lindos filhotinhos. Já consegui localizar um lar para 2 deles, mas ainda há 4 no aguardo de um lar onde possam encontrar amor e cuidados. São todos machos, estão desverminados, a mãe é de porte pequeno e em decorrencia da pouca idade.

Ana Paula
Tel (41) 8842-0434

Pretinha - Doação



A Pretinha foi achada na rua, onde pessoas do bem acolheu, castrou e vacinou.
E agora está precisando urgentemente de um lar.
Pretinha;
Aproximadamente 2 anos;
Porte Médio;
Fêmea

Heloisa Montezello
Contato - 41 9703-3303
email: crisley.montezello@gmail.com

Filhotes - Doação



Machos, vacinados e desverminados.
Porte médio

Fones p/ contato (41) 3333-3756 ou 9185-8789

Gatinho - Doação



Lindo gatinho, aprox. 2 meses, carinhoso e brincalhão, desverminado.
Somente será doado para um lar amoroso, apto. com tela ou casa segura, sem acesso à rua e para quem se comprometa com a castração. Necessário caixa de transp. p/gatos e assinar um termo de doação.

contato: Sirlei  - 9112-7790-tim / 9248-3251-vivo.

Gato - Doação



Nome: ainda não tem um nome foi abandonado no quintal da minha casa
Sexo: Femea
Porte: Pequeno
Idade: 1 mes

Contato: Mariana (marianafritze@yahoo.com.br) Fone: 9175-2923

Jhade - Doação



Menina doce, muito carinhosa, tranquila....as vezes sapequinha como qualquer filhote...rsrs, tem a pontinha
do rabo branquinho, um sinalizador...rsrs...ele deve ficar de pequeno à médio porte quando adulta por que ela
é bem franzina, apesar de se alimentar muito bem. Já foi ao veterinário, está com 2meses....
data de nascimento 14/10/14....eliminamos os vermes e tomou a primeira vacina, um doce, dormiu 
rapidinho no carro a caminho da clinica.

Rafaela Werlich
(41)9122-8141

Eloah - Doação




Ahhh menina sapeca, uma das maiores da ninhada, toda pretinha com manchinhas marrom, bem forte, acho que
dará uma menina grandinha, apesar de a mãe ser uma mestiça de pinscher, adora morder, por isso já ensinei a 
brincar com brinquedos, esses sim devem serem mordidos, rsrsrs...tem muita energia e se dará muito bem 
num ambiente com crianças, apesar de sapeca tem seus momentos de doçura. Já foi ao veterinário, está com 2meses....data de nascimento 14/10/14....eliminamos os vermes e tomou a primeira vacina, corajosa 
nem chorou a picadinha da vacina e dormiu no carro a caminho da clinica.


Rafaela Werlich
(41)9122-8141